O quarto noivado e… O casamento! – Episódio 14

Oi, gente!

Chegou a hora do episódio 14, quase no fim da série! No episódio passado vocês leram sobre o que a terapia de casal fez pelo nosso relacionamento. Quem não leu, clique aqui para ler: terapia de casal.  Quem já leu, só começar a ler agora!

EPISÓDIO 14 – Nossa Vida a Dois

O Jorge começou com umas história de me levar a lojas para ver alianças. Eu nem dei bola, porque eu estava bem escalda  com essa história.  Mas a gente ia ao shopping  e ele começava a me arrastar para joalherias.  Ele queria saber mais sobre o meu gosto.

Entrei em algumas, mas o tempo passou, mostrei uma que pela qual fiquei apaixonada e esqueci a história. Até que em dezembro de 2012, era aniversário da minha mãe e levamos ela para jantar com uma amiga que estava visitando a cidade.

Estávamos nós quatro lá jantando e, ao final quase na hora da conta, o Jorge tirou uma caixinha do bolso, virou para o lado e disse:

– Flavia, quer casar comigo?

A amiga da minha arregalou os olhos, ficou toda espantada com a surpresa. Eu fiquei com uma cara normal. Sorri, abri a caixinha e fechei a cara.

– Cadê o resto?

O Jorge começou a rir.

– Jorge isso é o aparador de aliança que eu escolhi para complementar, não é a aliança.

Ele abriu um sorriso maroto e disse:

– É que vem aos poucos…

Minha mãe começou a rir e a amiga me olhou com uma cara de: “essa menina é doida?”  Claro, ela não conhecia toda a nossa história, porque se conhecesse, estaria com a mesma cara tranquila da minha mãe.

– Toma amor, leva seu anel de volta, se for me pedir em casamento é completo.

– Calma, calma! – Minha mãe disse. – Vamos ao menos tirar umas fotos de vocês dois.

Todos rimos, menos a amiga. Tiramos as fotos e Jorge pegou a caixinha de volta.

Era 16 de dezembro de 2012. Achei que no Natal o Jorge me pediria em casamento novamente e nada aconteceu. Então, desencanei.

Eu já tinha uma coleção de alianças e pedidos, não queria mais um sem sentido. Se era para pedir, agora tinha que ser para valer. Eu não estava mais cobrando nada tinha tempo, então, não tinha motivos para ficarmos noivos mais uma vez.

O PEDIDO

Até que o meu aniversário chegou, dia 25 de janeiro. Achei estranho o Jorge nervoso o dia todo. E, do nada minha mãe, minha tia e meus dois primos apareceram na minha casa de mala e cuia para dormir lá… Desconfiei de algo, mas não de tudo.

À noite fomos para o restaurante de uma amiga.  No meio do caminho minha mãe quis voltar para pegar uma máquina de fotos, mas eu não quis. Antes tivesse voltado, porque as fotos ficaram péssimas. Mas eu lá sabia o que ia acontecer?

Então, no meio da noite, depois do parabéns, o Jorge ajoelhou no chão e me pediu em casamento. Foi lindo!!! Com o aparador da aliança E a aliança! Mas, como eu já estava bem resolvida nesse assunto, com  muita terapia de casal, já dei a mão esquerda e ele colocou. Pronto, estávamos casados.

pedido casamento 1


Foi uma noite linda, cheia de amor e alegria. Mas era aquilo e pronto. Estávamos casados. Para mim estava mais do que satisfeito. 
A terapia de casal fez efeito! Zero expectativa, mais realidade, mais aceitação. Já morávamos juntos, para mim era o suficiente. Estávamos vivendo muito bem juntos, o que eu podia querer mais?

Olha aí a aliança já na mão esquerda:

pedido de casamento

Mas, no dia seguinte, minha madrinha começou com a história de que teríamos que fazer uma festa. Elas começaram a colocar fogo na coisa e aceitamos uma reuniãozinha em família. Minha mãe nem ligava muito, porque achava que era só mais um de tantos noivados.

Então, nós trocamos a aliança de mão, ficamos noivos mais uma vez e resolvemos que faríamos uma coisa simples. Mas ali mesmo na sala de casa já começamos a ensaiar uma dança. Eu, Jorge, meus primos, minha mãe e minha tia passamos o domingo em casa rindo, fazendo planos para a suposta festa, para o suposto casamento.

A semana passou, pela primeira vez o Jorge estava muito empolgado com a bagunça toda. Os dias, meses foram passando, a festa crescendo. Não teria igreja, mas quando vi já tinha até igreja marcada. Juro, foi uma correria enorme, eu pensei uma coisa na minha cabeça, mas o tempo voou.

O VESTIDO DE NOIVA

Foi tudo tão corrido e embolado que eu não consegui escolher o vestido. Mandei fazer 2 meses antes. Mas isso é assunto para o próximo episódio. O 14.5 amanhã! Sim! Vai ter episódio extra antes do final na terça-feira!

Os próximos episódios serão:

14.5. O casamento!
15. Nosso casamento resistiria a essa notícia?

Nossa vida a dois

Beijos!

1 COMMENT

  1. Flavia

    Te acompanho tem um tempão já!
    E como é bom saber, que você é gente como a gente, rs!
    Quando via seus posts, videos e tals, pensava, céus, que mulher poderosa! Com auto – estima elevada, e consegue fazer tudo o que quer… E acompanhando os teus artigos, percebi que você é gente com a gente, quem tem as mesmas dores, mesmos dilemas, mesmas decepções, e como a gente, sacode a poeira e tenta tudo de novo!
    Estou adorando estes escritos!
    Um beijão!
    Que Deus te abençoe e te de forças para continuar, nos dias bons, e principalmente naqueles nada legais 😉
    Susie

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here