Canal do Youtube

 
 
Canal do Youtube. Inscreva-se aqui.
Fui traída, e agora? O que fazer?

Fui traída, e agora? O que fazer?

Fui traída pelo meu marido, o que eu faço agora? Calma, calma, não é bem o fim do mundo. Dói, dói muito, dói absurdamente, mas dá para passar por esse momento e sobreviver.

Quando entramos em uma relação sabemos que a traição é algo que pode acontecer a qualquer momento.

Mas o que  leva um homem a trair?

fui traida o que fazer perdoar


Não há motivo certo. Não há uma fórmula. Acontece. 

Ele me traiu por que deixei de me cuidar?

Claro que não! São tantos questionamentos que a gente fica sem saber o que pensar e pensa besteiras como essa. Se fosse assim mulher bonita nunca teria esse problema, concorda? Atrizes lindas e maravilhosas nunca passariam por momentos assim.

Como superar a dor de ser traída por uma pessoa que você ama tanto?

Não é fácil, não é simples, mas é possível! Eu já passei por isso, eu sei muito bem como é.

Dá para superar o medo de ser traída novamente?

Claro!

Essas e outras dúvidas eu recebi depois do lançamento do livro “Fui Traída – o amor resiste à rotina?”. Fico muito feliz que o livro esteja ajudando tantas mulheres que já passaram a superar essa fase.

Mas, estou ainda mais feliz, principalmente, por receber tantos recados de mulheres que não passaram por isso, mas estão aprendendo, com a história do livro, como não deixar o casamento chegar a esse ponto.

Para responder a essas perguntas, vou fazer uma série de 5 posts bem sinceros. Falando de verdade, nada de resposta pronta.  Se você já assina newsletter aqui do blog você já vai receber no seu email. Se não assina, só clicar aqui. É gratuito, só colocar nome e email.

E se ainda não baixou 1 capítulo gratuito do livro, só clicar na capa abaixo:

fui traida e agora o que fazer livro flavia mariano traição

Ah! E um muito obrigada  todas que estão dizendo que queriam um “Furacão Javier” em suas vidas! rs

Lembre-se: você não está sozinha!

E se quiser falar comigo, já sabe: contato@flaviamariano.com.

Para receber se junta a mais de 6.000 mulheres que assinam para receber as dicas de vida a dois, produtos práticos para mulheres de vida corrida e outras dicas que eu dou, clique aqui agora.

Semana que vem começa a série com as dicas sobre traição: como evitar e o que fazer quando já aconteceu.

Beijos!

5 passos para discutir a relação de maneira produtiva

Eu já fiz DR de tudo quanto foi jeito. Na maioria dos casos começava tentando conversar e terminava nos gritos porque meu marido ficava calado.

A outra maneira já era começar acusando. Você fez isso ou você não fez aquilo.

casal brigando

O resultado é que sempre terminava em nada e, dias depois, estávamos falando sobre o mesmo assunto. Comecei a testar várias estratégias e encontrei a fórmula que mais deu resultado:

1. REGULE O TOM DE VOZ. Se ainda não consegue falar sem gritar, sem elevar o tom de voz, espere mais um pouco. Deixe para o dia seguinte, segure a raiva. É muito importante ter um tom de voz de diálogo e não de guerra.

2. NÃO ACUSE. Diga como “você se sente”, o que espera, o que deseja. Repito, não aponte, não acuse. Diga: eu me senti assim quando você agiu dessa maneira.

3. SEJA BREVE. Ensaie uma fala de menos de 10 minutos, mais que isso, o homem vai entrando no mundo dele e vai respondendo apenas que concorda, quando na verdade nem está te ouvindo. Esse ponto é muito importante, seja breve e muito, muito objetiva.

4. UM ASSUNTO POR VEZ. Nada de querer falar sobre vários assuntos em uma única conversa. Um assunto por conversa. Temos a tendência de começar com um assunto e, quando percebemos, já emendamos um problema no outro e já nem sabemos o que queremos com resultado daquela DR.

5. O QUE VOCÊ QUER COM ESSA CONVERSA? Parece um ponto bobo, mas é essencial. Muitas vezes, nós mulheres, começamos uma DR mais para falar, falar, falar e nem sabemos bem o que queremos do outro.

Muitas vezes queremos que ele conserte tudo, todas as mágoas que temos entaladas.

É preciso saber exatamente o que você espera como resultado da conversa. Foque no resultado esperado. Deixe claro para o outro. Repito: deixe claro!

Agora, leia novamente os 5 passos acima. São 16 anos de vida a 2, 4 noivados e 2 anos de terapia de casal, eu sei do que estou falando. O tempo, os erros e os acertos são os melhores professores.

Já baixou a série Nossa Vida a Dois – É gratuito e você começa a ler agora no seu celular, tablet ou computador: clique aqui. De um relacionamento fracassado a um casamento de sucesso?

Colagem Nossa Vida a Dois
Você pode dar uma virada na sua relação!

Infertilidade e menopausa precoce

Infertilidade e menopausa precoce

Infertilidade e menopausa precoce são dois temas muito difíceis para mim.  Mas, como acabei falando da nossa relação no “Nossa vida a dois” o final, assim como em novelas, deveria terminar com um neném, né? rs Brincadeira.

infertilidade menopausa

Mas é porque desde o ano passado nossa vida mudou completamente, tomou outro rumo, foco, passou a girar em torno desse assunto e sei que muitas pessoas passam por problemas de saúde e não só a menopausa. E, como um milagre aconteceu na minha vida, me sinto na obrigação de falar sobre o assunto, não só para quem passa pelo mesmo que eu, mas também para quem passa por momentos em que parecem que não há saída, há sim!

Sejam problemas de saúde, pessoais ou profissionais tenham sempre muita fé!

Aperta o play e assista ao último vídeo da série “Nossa Vida a Dois” e o primeiro do início da nossa vida atual. Lembre-se de nos acompanhar nas redes sociais! Abaixo do vídeo tem os links.

 

Página do Facebook: Flavia Mariano Oficial
Instagram: Flavia_Mariano_
Canal do Youtube: Inscreva-se agora! Flavia Mariano1

 

Nossa vida a dois

Beijos! 

Amor, eu vou montar uma igreja!

Amor, eu vou montar uma igreja!

– Jorge, eu tive uma ideia fantástica! – eu me coloquei diante da TV enquanto o Jorge almoçava.

– Teve? – ele respondeu levando o garfo à boca.

Raridade almoçarmos com a TV ligada, mas nesse dia eu já tinha almoçado e o Jorge queria muito acompanhar esse jogo.

 

a igreja 5

– Sim! Quer ouvir?

– Tá, fala aí…

– Vou montar uma igreja!

– Uma igreja…? – ele respondeu incrédulo.

– Sim! Veja como a minha ideia é fantástica. Vai misturar um pouco da católica, do budismo, de todas as religiões. O melhor de todas elas.

E bla, bla, bla… Fui me empolgando! O Jorge parecia estar bem interessado, porque os olhos dele foram ficando fechados, focados, parecendo atento. Até pensei que ele estava era prestando atenção no jogo de tênis atrás de mim, afinal, eu estava bloqueando a vista, mas não, ele estava com foco em mim.

A cada garfada ele franzia mais a testa e parecia mais concentrado.

– Vai ser lindo demais! O culto será nessa ordem: começamos com muita música, animada. Ai, quando os irmãos chegarem, hum… Irmãos não… Quero outro nome para os fiéis…

Olhos ainda mais compenetrados no meu discurso.

– Igreja do Louvor! Isso! Esse vai ser o nome! Vamos aceitar todo mundo. Ah! E não vai ter dízimo.

– Não?

– Não. Vai ser anuidade, tipo Sam’s Club, sabe?

– Sam’s club? – nessa hora seus olhos arregalaram, pareceu assustado, mas eu interpretei como admiração.

– Isso! Assim, todo mundo vai ser tratado igual. O princípio da igualdade da Igreja do Louvor já vai começar aí. E o dinheiro extra vamos arrecadar através de campanhas mensais, mas no geral vai ser igual ao Sam’s Club, mesmo.  Ufa! Acho que está tudo resolvido. Só preciso ver na internet como fundar uma igreja. Mas, então, o que você acha? – abri um sorriso esperando a resposta do fiel número da Igreja do Louvor.

– Eu acho que… Eu acho que você precisa ir lá no quarto pegar a bula desse remédio que você está tomando para eu ler…

– O que? – tomei um banho de água fria. – Por que?

– Sim, preciso ler sobre os efeitos colaterais dele.

– Quer saber!? – eu disse saindo da frente do jogo de tênis que passava na TV e cheguei bem perto do meu EX-fiel número 1 da Igreja do Louvor. – Você não me apoia para cozinhar e agora não me apoia para abrir uma igreja?

– Pois é… Como eu sou ruim, né amor?

Caímos na gargalhada juntos. Mas, na dúvida, fui lá no quarto pegar a bula do remédio para ler.

Não fala nada sobre delírios, isso quer dizer que a minha ideia é lúcida e boa! Ou não, rs. Agora é buscar os fiéis! rs

Paris, Turquia e Grécia – Episodio 11 – Nossa Vida a Dois

Paris, Turquia e Grécia – Episodio 11 – Nossa Vida a Dois

Então, diante do hotel em Paris, no dia do meu aniversário, ele disse:

– Flavinha, feliz aniversário!

– Oi? – respondi.

– Parabéns!

Eu fiquei lá olhando para aquela caixinha, para ele… As coisas não encaixavam. Aquele silêncio…

– Feliz aniversário!

Peguei a caixinha na mão dele, podia ser alguma brincadeira. Sorri, abri. Não tinha brincadeira. Era aquilo mesmo. Nada de noivado, conforme combinado. Era um anel de ouro branco com um diamante. Se estivéssemos nos EUA eu acharia que estávamos ficando noivos, mas… Era o que era e pronto. Nada de anel dourado.

Eu queria dar um ataque, e só eu sei como eu me segurei, ainda mais que estava tomando as injeções da endometriose que estavam bagunçando todos os meus hormônios.

Eu fiquei olhando para ele e pensando no que estava acontecendo naquele momento. Passou um filme na minha cabeça e a sensação que eu tinha era de que eu tinha perdido alguma parte e a trama não fazia mais sentido algum.

Então, em um segundo de lucidez eu pensei que estávamos começando uma viagem e que se a gente brigasse naquele momento não teria muita função. Então, me fiz de sonsa e fingi que não estava esperando por nada. Noivado? Combinamos? Não lembro…

Tiramos várias fotos do lado de fora, várias selfies numa época em que ninguém tirava. Sorri e fui o mais natural possível. E, por fim, essa foto aí voltando para o hotel.

noivado em Paris
E como seguiu a viagem? Bem! Por um lado eu estava muito grata ao Jorge pela atenção e carinho que estava tendo comigo em relação ao tratamento da endometriose. Assim sendo, resolvi que a coisa seria daquela maneira. Eu sentia tantas dores da endometriose que uma dorzinha no coração seria o de menos.

Italia 6

Italia 5

Italia 4

Ao fim da viagem nós voltamos para casa e aí sim eu perguntei sobre o noivado que combinamos. Ele disse que não sabia o que tinha acontecido, que travou. Minha reação?  Fui prática. Eu estava passando por um momento difícil de saúde e não era o primeiro noivado que “viria um dia quem sabe a acontecer” então, segui em frente sem muitos questionamentos.

O PRIMEIRO FRUTO DA MINHA DECISÃO DE IR PARA O CANADÁ

Continuamos morando juntos, eu trabalhava com ele, cuidava da minha saúde e escrevia sem parar.

Até que um dia uma agente literária gostou de um dos meus romances. Era um chamado: Canadian Submarine. Era um romance de umas 300 páginas que escrevi sobre a experiência no Canadá.

Ela ofereceu para uma editora que gostou, mas queria que eu transformasse em um guia. Assim nasceu o “Intercâmbio: aí vou“. Viajei para várias cidades fazendo o lançamento, foi um período ótimo da minha vida.

Olha o lançamento em São Paulo em uma feira de intercâmbio. Nessa foto eu estou 12 kg acima do meu peso, tomando os remédios da endometriose.

Livro intercambio lancamento
Dei entrevistas para vários jornais, sites.

Captura de Tela 2015-06-24 às 11.53.03

Hoje o livro é vendido apenas pela Amazon e de tem uma nova capa.

Capa intercambio ai vou eu livro

Mas o que eu sempre quis mesmo é escrever romances sobre e para mulheres. Sobre os dilemas femininos. Temas como amor, ter ou não ter filhos, quando, juntar dinheiro ou viajar o mundo, casar ou morar junto, dividir ou não a conta, como lidar com autoestima baixa, que sempre tive, será que outras mulheres passavam por isso?

Então, comecei a enviar os originais dos meus romances para várias editoras e colocar as crônicas na internet como essas aqui. Elas começaram a fazer sucesso, mas já os livros…

Mandei para editoras e recebi tanto não que fiquei tonta. O sucesso do “Intercâmbio: aí vou eu” não foi o suficiente para fazer com que a minha carreira decolasse.

Fiquei tão para baixo que achei que não escrevia tão bem assim. Comecei a trabalhar mais tempo com o Jorge, mas continuei escrevendo. Passava a madrugada diante do computador. Eu dava o original dos romances que escrevia para amigas lerem e todas adoravam, mas as editoras não…

Então… Fui ficando tão para baixo que achei que esse não seria o meu caminho. O ideal, seria ter filhos com o Jorge e jogar a toalha.

Continuei enviando os originais para as editoras, escrevendo e reescrevendo, até que uma apostou no “Minha mãe me ensinou a sonhar“. O livro só me trouxe alegrias. Que maravilha era receber os emails das pessoas dizendo o quanto o livro deu força para elas continuarem na busca dos sonhos, como ajudou na educação de suas filhas… Dei palestras, foi muito, muito bom. Hoje o livro está publicado por outra editora e também mudou de capa. Olha aí a capa antiga (esquerda) e a capa nova.

Capas

Então, depois desse livro, eu achei que a carreira tinha engrenado. Mas ainda não! Ufa!

NO QUE O CASAL É BOM?

No segundo semestre de 2007, nós fomos para a Turquia e Grécia. Foi quando descobrimos no que éramos bons: em viajar juntos. Nós nos desentendíamos muito no dia a dia, mas percebemos que ter um hobby nos unia. Nos fazia deixar as diferenças de lado e focar em algo para nós dois.

Se as pessoas soubessem a importância de ter uma válvula de espace para a relação… E essa era a nossa. Passámos finais de semana pesquisando hotel, fazendo roteiro, lendo, conversando. Nosso hobby podia ser andar de bicicleta, nadar, cozinhar, mas era planejando uma viagem que pensávamos mais no futuro da relação do que nas picuinhas do momento.

Então, embarcamos para Istambul em setembro de 2007. Em uma época em que as pessoas no Brasil mal sabiam onde ficava a Turquia, nós deixamos o frio na barriga tomar conta de nós e foi perfeito. Claro, tivemos nossos momentos de desentendimento, mas viajando nós éramos sempre mais felizes.

Flavia Mariano Turquia 8

 

Flavia Mariano Turquia

 

Flavia Mariano Turquia 3

 

Flavia Mariano Turquia 1

Então, começamos e não paramos mais. A cada viagem ficávamos mais próximos. Mas dentro de casa continuávamos na mesma…

E terça tem episódio 12! Quase acabando….  Serão 15!

E quem já lei o post sobre a festa surpresa que fiz para o Jorge sexta-feira? Clique aqui!!!

niver 12

Beijos!

Aniversário e festa surpresa para marido

Dia 27 de junho é aniversário do meu marido. Mas depois de 16 anos juntos, você começa a achar que já fez todo tipo de surpresa possível. Mas todo ano eu fico tentando ter boas ideias, ainda mais quando é uma relação longa, então, aí que você tem mesmo que surpreender!

Então, como fomos para NY comemorar o Dia dos Namorados, mas eu fiquei doente bem nesse dia, resolvi que esse seria o tema da festa de aniversário surpresa que eu faria para o Jorge. Mas como se não tenho nenhum jeito com essas coisas? Não sou nada prendada e o tempo estava bem curto.

aniversario jorge

Tema da festa surpresa marido

O Jorge queria passar o dia do aniversário com a família dele em um churrasco. Então, resolvi que faria nossa festa na sexta à noite. Ele deu uma saída de meia hora perto das 7 da noite e foi o tempo que eu tive para arrumar tudo!

Eu poderia ter adiantado algumas coisas, mas não fiz. Então, fica a dica.

E também já fica a dica porque essa decoração de festa pode ser feita para uma surpresa de dia dos namorados ou aniversário de casamento. O marido pode muito bem fazer essa surpresa para a esposa, tão simples, tão rápido.

O que eu usei?

1 toalha de mesa branca – eu tinha em casa
Balões de gás em formato de coração
Papel cartão vermelho – venda papelaria
Durex, tesoura e fitilho vermelho
EVA vermelho com brilho – vende na papelaria
Faixa de Feliz Aniversário – comprei pronta
Guardanapo vermelho
Taças, pratos, talheres castiçal – da minha casa

niver 4

Eu fiz um vídeo mostrando tudo, mas… Deu um problema no meu HD, alguém me lembra de nunca mais salvar as coisas no HD externo? Já é a segunda vez que isso acontece. Perdi todos os arquivos da minha lua de mel! Mas vou tentar recuperar. Para saber se o víde já está no ar, só se inscrever no canal do Youtube, clique aqui.

Passo a passo

1. Enchi as bolas. Elas já são vendidas em formato de coração, então é só encher e pronto!

2. Cortei pedaços de fitilho vermelho e amarrei nas bolas. Para dar a impressão de que estão flutuando.  Foi tudo muito rápido.

3. Faixa de Feliz Aniversário – ela era uma só faixa, mas acho que veio com defeito ou a marca não era boa, mas na hora que fui abrir ela rasgou em várias letras, então, separei.

Se fosse festa surpresa de Dia dos Namorados ou casamento, eu não colocaria a faixa. Colocaria alguma declaração ou nada.

4. Colei os corações na parede dom durex normal, mas se tiver aquelas fitas de fechar caixa irá segurar melhor.  Os corações do teto eu fiz da mesma maneira, coloquei o durex no topo do coração.

5. Também espalhei corações pelos móveis. Aproveitei também as taças para colocar os corações no buffet.

MESA

niver 3

1.  Na mesa foi simples. Coloquei uma toalha branca que eu já tinha em casa. Depois, dobrei o papel cartão em 4 e fui cortando os corações aleatoriamente e jogando em cima da toalha. Dá um efeito lindo!

2. Castiçal. Usei os que eu tinha em casa mesmo. Mas se não tiver, pode comprar um é bem fácil de achar. Eu acho que faz toda a diferença em um jantar romântico. Como eu já tinha as velas acabei usando essas mesmo, mas a dourada fica linda!

3. O jogo americano eu usei EVA com brilho. Você compra pronto na papelaria e dá um efeito maravilhoso! Olha mais de perto:

niver 12
Já comprei nesse tamanho de 40×80. Paguei R$ 5,90 em cada.

4. Depois, fui colocando as taças, pratos e talheres que eu já tinha em casa. Se você não tiver pratos pretos, o branco também fica bem bonito. Esses pratos são da Tok & Stock e as taças eu ganhei de casamento.

5. Guardanapo. Achei esses vermelhos, mas se não tiver o branco também fica legal.

COMIDA

Ea  comida??? Bom depois, que poste esse vídeo aqui, muita gente deixou recados nas redes sociais querendo saber se eu cozinhei nesse dia. Não! rs Achei melhor pedir coisas bem gostosas. E como era tudo surpresa, eu queria

Entrada

Não tem fotos, mas servi queijos. Comprei alguns e eu mesma cortei para acompanhar o vinho.

Prato principal

Risoto de arroz negro com frutos do mar e camarões na manteiga.

niver 14

Bolo sobremesa

Esse acho que nem precisa de muitas palavras… rs Bolo de morango com beijinho e cobertura de brigadeiro. Tá engorda, tem glúten, mas eu não sou rainha fitness, então, foi perfeito e lindo!

niver 13
Então, é isso! Fazer uma surpresa para a esposa ou para o marido é simples! Basta um pouquinho de dedicação!

Já acompanha a série “Nossa Vida a Dois – 15 anos de namoro, 4 noivados, terapia de casal e 1 casamento”. É grátis, só clicar aqui e receber por email.

flavia mariano e jorge

Beijos!!!